sexta-feira, 15 de janeiro de 2010

Entre trovões e MPB

Teu fogo reflete a inocência do ser
Brincadeiras de quem está por viver
Teus risos indecisos, tão firmes que arredia
Recrutam esperança no fim do dia
A bobeira é simplesmente clichê
Como rebeldes com blusas do che
Caio nesta trama de dama
Te convido pra brincar na lama
Só não pare quando o trovão vir
Fugir de raios te fará curtir
Quando descansar à sombra de uma lona
Ao fundo uma música da Madonna
Pode ignorar no teu deitar
Mas fadas e duendes irão te contatar
No sonho lhe mostrarão um mundo belo
Com rios de leite e chocolates de martelo
Só você, criatura, que é única
Meu presente pra você: uma túnica
Pra proteger da chuva depois que banho tomar
Da janela faremos das nuvens um mar
E neste mar versos lançar
Fazer a magia por nós balançar
Você na batida do seu descobrir
Mundo maravilhoso irá se abrir

4 comentários:

TeXucoO disse...

Adoraria brincar na lama.
Eu brincava sempre quando criança...
Beijos

Lah disse...

A bobeira é simplesmente clichê

para alguns...


muito bonito

e o post anterior tbm, somar 2 coments em um só,

você escreve bem.....

beijos

Moderadora. disse...

demais *-*

L.A.G. disse...

Muito bonito o post!

Parabéns, isso é um dom!