domingo, 3 de janeiro de 2010

Alice e o plano das possibilidades maravilhosas.

  Do ponto mais alto da cidade ela observava. Era noite, Alice olhava tudo com grande atenção, aquela grande e velha cidade; de noite parecia um enorme labirinto, sujo e escuro. Mas era tão fascinante, estar ali era algo único. Olhou os becos quase vazios, as pessoas dormindo em suas camas, algumas com a tv ligada, alguns crimes, coisas comuns.
  Alice olhou pro alto, fez uma oração, desejou e começou a subir. Flutuava como uma pena, só que subindo. A cidade foi ficando cada vez mais pequena, cada vez mais distante, até sumir. Agora tudo era azul, em cima, em baixo, dos lados. Subiu cada vez mais, até que chegou num ponto que parecia ser o limite da terra. Mais uma vez olhou pro alto, não viu estrelas e nem naves, só um escuro pronfundo e belo. Olhou o horizonte, viu o sol, na mesma altura, como nunca tinha visto, é bem diferente vê-lo numa praia, ali pareceia ter mais vida e mais sentido, parecia sorrir, como se quisesse encantar e contar segredos divinos.
  Aquilo tudo era belíssimo, Alice estava maravilhada com aquilo que estava vivendo, sabia que era privilegiada, a maior parte das pessoas não podia viver aquilo, mas ela estava ali, no céu, vivendo algo magnífico, com seu corpo leve, suave, cheio de boas energias.
   Começou a descer, em queda livre, um forte vento no rosto. Apesar de saber que nada de grave iria acontecer, sentiu um certo medo, mas estava gostando, era um mergulho num céu azul e limpo, nenhuma aventura radical se comparava àquilo. Foi descendo até voltar ao ponto mais alto da cidade.
   Foi uma das melhores experiência que Alice lembra ter tido nesta vida, não foi a primeira e nem a última, mas foi especial, sentiu algo especial, uma presença marcante no coração. A oração trouxe algo especial, como se um anjo estivesse ali, fazendo sentir forte a sua presença.
  Ainda não era o fim, naquele lugar, naqueles becos, Alice viveu outras experiências, não tão boas. Nem só de belezas essas experiências são feitas, mas isto é algo pra se contado numa outra oportunidade.

14 comentários:

Lah disse...

bela história,,,,

obrigada pela visita...

volte sempre


beijo

Rodrigo Cavaleiro disse...

Aguardos as oportunidades =)

Valentine. disse...

Adorei!

Leo - disse...

hehehe,

de Fato, Alice gostou dessa aventura hem!
quem ser Alice?

Coisas Esotéricas!

Inez disse...

A experiência de Alice é transcedental, poucos tem essa oportunidade, parece que Alice soube vivê-la.

Anny Maria disse...

Alice , alice , alice .. bela historia rapaz . =)

mozart Guilles * disse...

Muito motivadora a sua história, Alice é uma verdadeira guerreira!
Parabééns!

eu... disse...

gostei desse texto,

vc escreve bem
http://drehluvz.blogspot.com

Ivani disse...

quem não queria ser uma Alice para fugir um pouco dessa loucura que vivemos!?

Rafa disse...

Já quero sentir o que Alice sentiu...

Vestibulando disse...

Parabéns pela histórias.

Quem não gostaria de sentir esta sensação, de ver o sol, e lhe retribuir um sorriso.

Visite o nosso blog
www.blog.maisestudo.com.br

Abs
Mais Estudo.

Ricardo Pucci disse...

Historia muito boa cara.
Parabens

Samuka disse...

muito bom texte.. Alice *o*

http://mundodosamuka.blogspot.com/

Clube do Filme disse...

Muito criativo e bem escrito o texto.. Gostei!!..