segunda-feira, 11 de janeiro de 2010

Amor e Paixão ( tentativa frustrada de algo mais elaborado - tô aprendendo... rs)


   Há uma confusão na compreensão das pessoas sobre o que são o amor e a paixão. A maioria pensa que são a mesma coisa, mas são completamente diferentes. O amor é um sentimento nobre, verdadeiro, virtuoso, compreensivo, sábio, pacífico, etc. A paixão é um sentimento passageiro, cego, animal, muitas vezes doentio, violento, perigoso.
   Hoje a pessoa apaixonada diz que ama incondicionalmente, mata e morre pelo tal amor, daqui a algum tempo, mal se lembra da pessoa, tudo o que sentia perde a importância, muitas vezes dá lugar ao ódio. O amor é algo para a vida toda, é muito mais profundo, muito mais belo do que uma paixão passageira.
   Muitas vezes caímos no fascínio da mente, dos desejos, e acreditamos que amamos.
   Existe, também, a diferença entre o amor consciente e inconsciente, mas isso é assunto para outra hora.

   Era uma tarde fria do mês de julho, um tempo seco e frio, apropriado para quem gosta de exibir modelitos de inverno.
   Ângelo estava de férias em sua cidade natal - Curitiba. Já havia passado seis anos desde que tinha ido morar em Recife, e ainda estava acostumado com o frio, difícil era se adaptar ao calor do nordeste. A capacidade de adaptação vária de pessoa pra pessoa e também pra cada quesito: Língua, roupa, costumes, etc. Ângelo usava uma roupa leve, ao contrário de sua esposa, Maria, e seu filho, Gabriel, que usavam pesadas roupas de frio.
   Estavam comprando ingredientes pro almoço no mercadinho ao lado da casa dos pais de Ângelo. Saindo do mercadinho, Ângelo encontrou Tales, um velho amigo. Apresentou a esposa e o filho ao amigo. Conversaram um bom tempo, falaram sobre coisas do passado, do presente, planos do futuro; falaram da vida. Depois de meia-hora, cansada de esperar, a mãe de Ângelo, Leia, foi atrás das compras. No mesmo momento em que ela  interrompeu a conversa, uma moça alta e magra dobrou a esquina. Era Clara, ex-namorada de Ângelo. Clara olhou Ângelo nos olhos, observou a criança que era a cópia de Ângelo, olhou Ângelo mais uma vez e continuou andando, com um certo ódio no olhar.
   Só Tales e Ângelo perceberam a cena. Veio à memória de Ângelo toda a alegria e drama que viveu com Clara. Fantasmas do passado.

   Clara e Ângelo eram jovens; como todo jovem, tinham sonhos, muitos sonhos. Entre os sonhos estava o desejo de uma vida juntos; filhos, netos e tudo mais. Juras de amor eterno. No início tudo eram flores, tudo era maravilhoso, como se só aquilo bastasse para viver. Logo vieram as brigas, os ciúmes, as diferenças, as imperfeições, tudo o que não percebemos quando a paixão nos cega. Com o fim da paixão, se há uma dose de amor, amizade, cumplicidade, leva-se uma boa vida, senão, há muito sofrimento.
   A paixão de Ângelo, apesar de intensa, era curta, logo desencantou com Clara. Mas ainda levou o namoro por um bom tempo – talvez por apegou ou por medo da solidão. Já a paixão de Clara era mais intensa e longa. Totalmente ciumenta e possessiva, foi cada vez mais afastando Ângelo; quando este terminou o namoro, ela tentou se matar. Depois de idas e vindas, algumas outras tentativas de suicídio, Ângelo rompeu definitivamente com Clara, que inconformada, vendo em Ângelo sua única chance de felicidade, mergulhou no mundo das drogas.
   Ângelo encontrou uma outra pessoa, mudou de cidade, constituiu família, passou a ter novos ideais, nova visão de mundo; deixou Clara no passado. Clara continuou a pensar em Ângelo. Chorava, xingava, bebia, fala sempre do mesmo assunto com todo mundo.

   O encontrou reavivou as lembranças de Ângelo e reforçou o drama de Clara. Um misto de saudade, ódio e dor tomou conta de ambos. Logo Ângelo partiria e deixaria tudo aqui para trás. Clara, por outro lado, continuará vivendo o passado, remoendo velhos dramas.
  

15 comentários:

Daniel Wingler disse...

Realmente são sentimentos muito diferentes, já passei pelos dois, porém acredito que a paixão possa virar amor sim. Mas sem dúvida devemos ter um certo cuidado com a paixão ela pode destruir uma relação que futuramente poderia se transformar em amor. Na minha opinião a paixão só tem dois fins, ou acaba de repente ou acalma e se transforma em algo mais fraterno, em amor talvez!

http://www.e9adm.com.br

juninho disse...

haaa sabe pode até ser triste quando nao correspondidos mas o amor e a paixao sao sentimentos inexplicáveis....
voce sente a vida....
mto loco o post..
by: www.vidajr.blogspot.com

Gabriele Pacheco Santos disse...

Acho que, apesar dos dois serem completamente diferentes, não conseguem andar separados.

Zumbi Da Internet disse...

muito bom seu blog mano, bem organizado e tals, gostei msm ^^

Rafa disse...

Retribuindo a visita...concordo contigo, a pessoa queria um sim! rsrsr

Paixão é bom, e perigosa ao mesmo tempo.Quem não adora sentir aquele frio na barriga?Aquela vontade de falar com a pessoa durante o dia todo?De receber um bom dia inesperado? Pode virar amor,como também pode virar ódio.Tenho uma amiga que costuma dizer: paixão dura 6 meses, passou disso vira amor.Eu complemento isso que ela diz... ou vira comodismo,medo da solidão...

Isllane Letícia disse...

Legal. (:
comenta no meu?
www.desejosonhoefantasia.blogspot.com

Fagnão! xD disse...

Cara ... quando eu era mais novo..... e beijei pela primeira vez eu cometi a gafe de dizer q amava a menina uhaUhAUaHaUHU

isso acontece .....

Os seres humanos são criaturas confusas! xD]
http://popundergroundofgod.blogspot.com/

Igor Feijão disse...

É com a vida q aprendemos mta coisa!! leve tdo pra frente!! aprendizados =D

________-

Apresentaçao da protagonista de Bretânia
http://seriadobretania.wordpress.com/

Kamila Marques. disse...

Um dia agente aprende.
Hummm... será que aprendemos mesmo?
Acho que passaremos a vida inteira aprendendo, pois se tudo tivesse um "fim" que graça teria?

Obrigada por sempre estar no: etudoquepenso...!

Sumi, mas estou de volta!
Beijos, paz e luz!

www.etudoquepenso.blogspot.com

Dirce. disse...

Acredito que é a paixão é a fase de transição para o amor verdadeiro!
Muito legal o seu blog, escreve muito bem!
Estou te seguindo, me siga também!

Alex disse...

paix~ao ´e a transiçao para o amor, apenas uma fase, at´e pq depois qndo vira amor e ocorre a junçao dos casais ´e que a gnt ve re realmente era amor ou apenas paixao..rsrsrs

belo post amigo

Rodrigo Cavaleiro disse...

MEME - E seja lá o que isso for !
Desculpe-me pelo local impróprio...

Lá no meu "BROG" tem esse tal de meme para você.

aam-00 disse...

A paixão é fogo consumidor,
O amor é alimento edificante.
http://arthurmelo92.blogspot.com/

Thaty disse...

Nossa eu não sou uma boa pessoa pra falar do amor, já que procuro e nunca o achei, não da forma de amor homem x mulher... Mas o seu texto... shoooooooooow de bola.. manda mto bem... Sucesso.. Bjos

Dri Viaro disse...

Bom dia, chegou fim de semana!!

Por isso lhe desejo que vc fique com os seus, e aproveite totalmente estes 2 dias de folga.

bjssss