sábado, 28 de novembro de 2009

Perco memória

dizem por aí que não ando bem
 queimei o arroz
 passei do ponto
 perdi a hora
 perco tudo, às vezes parece que perco a memória
bate uma brisa e leva tudo
esqueço do arroz
da dor e do amor
e deixo pra depois
esqueço que não ando bem
e fico feliz

( Queila e Rui )

19 comentários:

Gabriela Moura disse...

eu gostei disso, achei mt minha cara, metafórica e literalmente falando.

Igor Gonçalves disse...

não gostaria de perder a memória e esquecer as coisas... assim eu não teria as experencias que tenho hoje e também não cometeria erros que fizessem eu pensar em coisas tristes...

aam-00 disse...

Muito bom,
gostei do final,
as vezes nos preocupamos tanto e esquecemos de ser felizes.

aam-00 disse...

http://thinkkabout.blogspot.com/
http://arthurmelo92.blogspot.com/

6 Bôys disse...

Legaal Seu Blog
Parabéns

http://6boyslife.blogspot.com
vai lá ;P

Andrew duke disse...

gostei das palavras...a memória e sempre muito controversa, cheia de misterios...muito bom...e obrigado pela visita no meu blog..;)

Kamila Marques. disse...

Simples, direto e reflexivo!
As vezes queremos esquecer das coisas, para amenizar certas dores, as vezes esquecemos acidentalmente, mas quando ha uma frequencia, sabemos que algo em nõs não anda bem.
Perfeito!

www.etudoquepenso.blogspot.com

Lah disse...

obrigada pela visita no meu blog!
volte sempre!

uhauha eu ando bem assim....

bem legal o blog, parabens!

Dri Viaro disse...

Oi, passei pra conhecer o blog, e desejar bom dia
bjss

aguardo sua visita :)

Dri Viaro disse...

Oi, passei pra conhecer o blog, e desejar bom dia
bjss

aguardo sua visita :)

Allison...French ! disse...

me identifiquei MUITO com a parte do arroz ! kkkk
gostei do poema , parabéns !

Gutt e Ariane disse...

Lembrar de esquecer as vezes se faz necessário para mantermos ao menos um pouco de sanidade nesse mundão louco no qual estamos inseridos...

K(L)C disse...

Eu creio ter entendido o ponto forte , a filosofia. Não se trata simplesmente te perder a memória, é algo mais ambiguo, tem a ver com o espírito, com o eu interior, um estado de paz que nos faz temporariamente esquecer que os problemas existem, que tudo existe e só sobra a gente.
Adorei.

http://diarioklc.blogspot.com/

Diana F. disse...

ameiii

Anakel disse...

Hahahaha... é incrível como a gente se identifica com esse tipo de texto...

=)

Leticia disse...

ótimoooo *--* amei.

Anderson Cavalcanti disse...

hahaha! que legal!
esse poema tem um tom descontraido que envolve.

parabéns!

Iasmin Cavalcanti disse...

gostei, divertido.
Adoro poesia sem compromisso, natural.
parabéns.
http://www.desnecessarioporemvalido.blogspot.com/

Gui disse...

HAHAHA.. é mt legal esse tipo de poema, rápido, simples e objetivo.. ;D