sábado, 19 de setembro de 2009

A lua e o sol

Ela estendeu a canga e os dois sentaram. Estavam felizes por estarem ali, curtindo férias da vida normal, observando a noite, o céu, os barulhos da natureza, a calma. Uns dias no mato, se não descansa o corpo, descansa a alma, e está agradecia por estar ali, como que sentindo estar mais próxima de algo que perderá.
   Já não se escutuva Raul no violão, nem risadas e conversas, estavam distante o bastante para ouvir apenas a natureza e um ao outro. O frio mostrava sua força, mas os corpos podiam contar apenas com as roupas; estavam interditados. O que outrora era imaginado, agora não se cumpria por conta dos caminhos do destino.
   Nenhuma palavra era necessária naquele momento, bastava estar ali, mas ele resolveu puxar assunto.

- Veja! A lua está linda, do jeito que gosto: cheia, grande, branca, baixa, como se fosse cair na terra.
- Realmente, é linda. Mas você prefere so sol, não é?
- Gosto dos dois.
- Mas prefere o sol?
- Sim. O sol é um ser vivo, a lua um corpo morto.
- Sério?! Isso cientificamente?
- Não, esotericamente. A lua teve vida um dia, assim como a terra hoje. No futuro a terra será convertida em uma lua. É a ordem natural das coisas. Tudo finda um dia, menos Deus e a nossa alma.

   Ela parou e ficou pensando por alguns instantes. Gostava de ouvi-lo falar sobre vários assuntos; alguns achava graça, outros deixavam-na surpreendida. Achava-o sábio, embora ele soubesse o que era: uma pessoa comum.

- Como sabe disso? - ela perguntou.
- Através de uma pessoa iluminda.
- E quem vivia na lua?
- Nós. Toda a nossa humanidade.
- Você lembra desta época?

Ele riu e respondeu.

- Não. Mal lembro o que comi semana passada.

E continuou num tom mais sério.

- No início, tudo o que aprendemos é por meio da fé cega; porque alguém nos contou ou vimos em algum livro. Sei que te disse uma vez que devemos investigar tudo o que queremos saber, pelo nosso próprio esforço, mas somos seres limitados. Por enquanto acredito no que os mestres dizem, e espero um dia desenvolver a capacidade de conhecer tudo por mim mesmo, sem intermediário. Toda a história da humanidade está na memória da natureza, qualquer um pode ver.
- Gosto das coisas que você diz.
- Não faço nada  além de repetir o que aprendi.

   Agora quem parou para pensar foi ele. Lamentou-se por perder tanto tempo aprendendo na teoria e praticando muito pouco. Pensou nas pouco experiências que teve e no imenso mistério maravilhoso que é o mundo.

- Somos seres de possibilidades - disse ele - só precisamos achar o caminho até Deus.
- Tudo isso me fascina e me apavora.
- É normal ter medo. Acho que tenho mais medo do que você.

  Os dois riram. Ficaram quietos por um longo tempo, apresciando o momento. O frio dizia que já era hora de dormir. Despediram-se, prometeram ter boas conversas no dia seguinte, e cada um foi pra sua barraca, aproveitar o pouco tempo de noite antes do sol brilhar novamente.

37 comentários:

Renata Bertolini e Eduardo Bertoni disse...

Muito legal a história, embora eu não ache a lua assim tão vazia!! Ela é testemunha de muitos bons momentos nossos!

Diego Janjão disse...

Ah, eu gosto tabto da lua...

mas a história é muito blea!

amizade é tudo!

Paula disse...

Amei ó texto! De quem é? Seu? :D
Parabéns, muito legal aqui.
voltarei xD
Beijao!

Paula Graziellla

Paula disse...

ps:

nosso link
http://dicasdoboa.blogspot.com/

aehauiehauiehe
^^

Arthur A. Melo. disse...

Muito bom!
gostei da parte do tudo finda menos Deus e nossa alma.
_________________________________
"- Realmente, é linda. Mas você prefere so sol, não é?"
não seria
- Realmente, é linda. Mas você prefere o sol, não é?
________________________________
Parabéns

iti disse...

show de bola o blog...
como é linda a lua...
http://www.maquinazero.com.br/

Nova Quahog disse...

MAS E VC, QUAL VC PREFERE?

luiz scalercio disse...

bellissimo texto
gostei de tudo .
prbns.

Inez disse...

Adorei a estória e os questionamentos colocados, principalmente do trecho que diz - "tudo finda menos Deus e nós"
Como acredito na vida eterna achei ótimo.

Blogueira disse...

Parabéns pelo texto!
Criativo e interessante.

http://saudeecompanhia.blogspot.com/

Edilaine disse...

Mto bonita sua história, com um toque de romantismo!!!

FabioZen disse...

Belíssimo e delicado texto,parabens!

Gaia disse...

A lua é a luz dos amantes.
Adoro textos assim com dialogos em momentos discontraidos.
:)

Segredos já atualizado, se puder visite-me:
Post - Cade o pinto?

Slaveram disse...

Otima historia, porem em minha vida a lua não e tão vazia assim!!!

http://www.lafayetearaujo.blogspot.com

Guilherme Lombardi disse...

lindo texto eu como um praticamente ser noturno que sou adoro a lua.

TRΛИSĞRЄSSIVΛS disse...

A LUA É BEM!
QUEM NÃO CURTE A LUA
EU NAUM CURTO OKAY?
BLOG XUXU!

http://transgressivas.blogspot.com/

PanPum Flûor disse...

cara, fantastica a historia :D
muito linda, e a mensagem foi perfeita, contando de uma forma diferente sem perder a essencia, fantastico, fantastico :D

Dayane Pereira disse...

É bom se identificar assim com alguém, ter bons papos. Coisa rara, mas qnd acontece é tão bom.
Olha, ainda assim, prefiro a lua!

Fantasy Download disse...

otimo texto
adorei
parabens

Gutt e Ariane disse...

Merece até uma continuação...

Lilian Negrini disse...

Que delícia de leitura. Me trouxe uma paz, lembranças boas, de amigos, acampamentos, fogueiras, violão. Risadas, choros, historias, descobertas. amei o blog e o post. Vou continuar lendo.


http://etudotaocotidiano.blogspot.com

FabioZen disse...

Gostei tanto do texto que vou comentar aqui de novo.Muita energia boa na tua escrita.Parabens!

Laís Yonezawa disse...

Gostei da história, apesar de também achar que a Lua é testemunha de muitos ótimos momentos...
Gostei muito dessa parte: " só precisamos achar o caminho até Deus. "

Guilherme Angélico disse...

Belo texto velho o sol e a lua vivem
em completa sintonia muito bom seu
blog.

Vivendo deixando a vida me levar... disse...

Vc Escreve bem, parabéns história linda!

bjuuss

KGeo disse...

a historia da lua foi boa

Canto do Lufa disse...

Lindo texto

Grasiele Rocha disse...

Adorei o texto, goste de coisas desse tipo. Mas pô em prefiro a Lua, o sol é quente,me traz um sensação de agitação. A lua me traz a calmaria. o silêncio, a paz comigo mesma.
Mas enfim, gostei bastante.
Parabéns.

Passa no meu?
http://caminhandoaovento.blogspot.com/

KyllMila_Mandhalla. disse...

Adorei o texto, parabéns!
Foi vc quem fez?

Tirando o fato da Lua não ter recebido todo valor que merece, todo resto ficou mto bom! :)

www.etudoquepenso.blogspot.com

N. disse...

muuuito boa a história!
goostei bastante =D

Jefferson Reis disse...

Gostei muuito! Mas não acho que a Lua não tem vida, pelo menos pra mim ela tem vida sim. hehe. Acredito na vida eterna também! O texto traz uma pitada linda de romatismo ( achei que iam dormir na mesma barraca..kkk) Abraços!

seuvicio disse...

Texto legal, singela a sinceridade esotérica, mas precisa corrigir uns erros. Escutundo, logo no começo, e apresciando, no fim. O primeiro é óbvio, e o segundo, é sem S.

ReWiLL disse...

Mto Bonito o texto! Parabéns cara! Como a Renata disse, eu tb não alua assim tão vazia!

Senhorita Altendorf disse...

Cara, o blog é bom, o objetivo do texto eh lindo, mas... se é que posso dizer, toma um pouco mais de cuidado com o texto, a concordância das frases, palavras escritas errado...
Fora isso, lindo!

visita o meu?
teluricaalten.blogspot.com

JuANiTo disse...

História muito boa e abordando temas interessantes!
A lua mesmo como um "ser morto" inspira muita coisa! E sol dispensa comentários! Com toda sua magnificencia!
Abraço!

Nando! disse...

Suas histórias são mto boas!
Parabéns mesmo!^^

Blogueira disse...

excelente as suas histórias.
continue assim , eu gosto de ler suas histórias.
http://saudeecompanhia.blogspot.com/