segunda-feira, 29 de outubro de 2007

Desejos e Pensamentos


A vontade é algo muito forte em nós, não somos senhores de nossas vontades, não controlamos nossos desejos, ficamos a mercê de coisas que não conseguimos entender.

Quantas direções toma a nossa vontade? Uma hora queremos uma coisa, logo em seguida queremos outra bem diferente, e nem sabemos porque tantas mudanças repentinas.

O que acontece? E os pensamentos? Tantos pensamentos passam pela nossa cabeça, pensamentos que muitas vezes nós repudiamos, e ficamos com tanta raiva, à vezes ficamos com vergonha de nós mesmo, por conta de determinadas coisas que passam em nossas cabeças.
Tem uma passagem na bíblia, não sei qual, que diz que o desejo é algo tão forte que faz com que façamos coisas que sabemos que não deveríamos fazer, e não façamos coisas que sabemos que deveríamos fazer; quantos de nós em determinando momento estávamos cientes de que não podíamos fazer tal coisa, e nem tínhamos vontade, mas acabamos fazendo, e depois ficamos completamente arrependidos?
Todos nós, sem exceção, a não ser aqueles ditos iluminados.

Todos carregamos dentro os sete pecados capitais, que se manifestam através dos desejos e dos pensamentos, por isso tanta confusão, tantas tragédias internas; há algumas vontades, alguns desejos, que são benéficos, e naturalmente não vem dos sete pecados, mas sim da parcela de luz que ainda brilha em cada um, são coisas como o companheirismo, amizade, amor, bondade, caridade, mas como tem sempre um ego (os setes pecados) atuando em nós, a caridade, por exemplo, vai vir acompanhada com o pensamento de que somos bons, de que somos caridosos, e aí entra o ego do orgulho, da auto-imagem, então nos enaltecemos.
Vai ter momentos em que alguns egos vão ser benéficos, a ira, por exemplo, pode ajudar para que não repitamos o erro, a raiva que ficamos pelo erro original, pode não permitir que erremos novamente, a ira pode censurar determinado pensamento, determinando desejo, e ficamos nos perguntando o motivo desses pensamentos e desejos ruim.

Vivemos numa eterna batalha, o bem e o mal duelando dentro de nós, não temos a menor consciência de que isto ocorre, estamos adormecidos demais para perceber; são muitos de nós mesmos, cada um querendo algo diferente, são muitos egos, muitas personalidades.

Buda, Jesus e tantos outros falaram que precisamos eliminar os egos, pois eles são os responsáveis por todos os nossos sofrimentos, que a vida fica muito melhor quando se consegue.

Que erremos menos e acertemos mais, que consigamos controlar nossas atitudes, que tenhamos paz.
Luz a todos!

2 comentários:

Higor da cunha disse...

Legal!!!

aline disse...

te adoro Rui
eeee...sem querer ser repetitiva...vc tem talento heheh
bju guri