sábado, 3 de outubro de 2009

Dê a outra face.


Mateus 5: 38-39

“Ouvistes que foi dito: Olho por olho, e dente por dente.
Eu, porém, vos digo que não resistais ao mal; mas, se qualquer te bater na face direita, oferece-lhe também a outra”

   Está é uma linda passagem da bíblia. Poderíamos refletir bastante em cima dela. Claro, uma frase simbólica; não quer dizer que vamos andar por aí virando o rosto para todo mundo bater.
   Somos seres saturados de diversos tipos de orgulhos. Quase sempre pensamos o melhor de nós e o pior dos outros, e não percebemos nossos próprios defeitos. Isso faz com que vivamos no “olho por olho, dente por dente”.

Mateus 7:3

“E por que reparas tu no argueiro que está no olho do teu irmão, e não vês a trave que está no teu olho?”

   Podemos viver de forma mais tranqüila se passarmos a não dar tanta importância para as coisas, afinal, tudo passa mesmo e só fica as modificações em nossa alma.
   Em uma discussão todos os lados julgam ter razão, pensam estar certos, porque enxergam apenas o próprio ponto de vista; às vezes, realmente, temos razão, mas será que vale a pena brigar por tudo, mesmo sendo esta luta justa? Por vezes podemos perder algo pra ganhar coisa maior; perdemos agora para ganhar mais na frente.
   Um exemplo bem simples: Andando pela rua alguém esbarra na gente ou pisa em nosso pé. Digamos que erro foi da outra pessoa. Por não somos nós a pedir desculpa? E se esta outra pessoa, mesmo errada, julga-nos e passa a esbravejar, como se tivesse razão, vale à pena discutir? Quantas mortes nos noticiários que foram causadas por uma simples discussão, uma pisada de pé num ônibus, uma briga no trânsito? Se levou uma fechada, mas não danificou o carro e não houve prejuízo, vá embora. O que ganha xingando e gritando, além de engordar a própria ira, o próprio ego?
   Obviamente, muitas vezes devemos nos impor, lutar por algo certo; não devemos ser bobos e passados pra trás o tempo todo. Mas vamos analisar cada caso, ver a situação, pensar se vale à pena. A vida pode ser mais leve se agimos desta forma; sufocando nossos defeitos – orgulho, ira, etc. – e dando espaço para a consciência.
   Somos a soma de nossas ações em várias vidas. Ações boas e ruins.


“Eu que já não quero mais ser um vencedor
Levo a vida devagar pra não faltar amor...
... Eu que já não sou assim
Muito de ganhar
Junto às mãos ao meu redor
Faço o melhor que sou capaz
Só pra viver em paz”

Los Hermanos

6 comentários:

Robson disse...

tudo esta no tempo certo basta voce saber adm ele

Renan Sparrow disse...

Dar menas importancias para as coisas? Bem, acho que se você não lutar pelo o que acha que é certo vai acabar sendo só mais um.
Se pisarão no seu pé e a pessoa acha que você está errado. Vale sim uma briga. As pessoas devem apredner que nem sempre são donas da razão.


www.renansparrow.blogspot.com

Gutt e Ariane disse...

Achar esse ponto de equilibrio é uma das maiores missões do ser humano. Ter consciencia plena de onde sua psique pode ir e no que ela influencia direta ou idiretamente no seu cotidiano...

Matheusco disse...

"O caminho do meio é sempre o melhor"
Mas muita gente não tem noção onde é o "básico" e o "limite", dificilmente saberão achar o caminho do meio.

Vinicius Oliveira disse...

verdade, tem que brigar sim, tem que dar importancia a cada coisinha da sua vida ..

mas ta maneiro o blog


Divulgue meu blog? comente e me siga também hahahaha
http://viniciusoliveiraa.blogspot.com/

um blog onde eu falo sobre futebol, minha vida (ja que eu quero ser jogador) falo de experiencias proprias

Vinicius Oliveira disse...

verdade, tem que brigar sim, tem que dar importancia a cada coisinha da sua vida ..

mas ta maneiro o blog


Divulgue meu blog? comente e me siga também hahahaha
http://viniciusoliveiraa.blogspot.com/

um blog onde eu falo sobre futebol, minha vida (ja que eu quero ser jogador) falo de experiencias proprias