sábado, 12 de junho de 2010

Simples coincidências / Devaneios no vidro / Perfeição de um segundo

Simples coincidências.

Calma!
É só minha cara de susto.
Tire de tua face a expressão de espanto.
É só a surpresa que não pude disfarçar.
São só simples coincidências!
Por ver você aqui,
Ao pensar, você me aparece, assim,
Sem avisar, sem alerta, sem anúncio.
Por você não ser clarevidente, diminuiu minha saia-justa,
Minha vergonha; segredo pouco bem guardado.
Não repare minha fulga.
Vou ali, em lugar nenhum, fazer nada,
Mas aqui não dá pra ficar, preciso respirar,
me recompor.
São só simples coincidências.
Pensamentos e ondas.
Simples coincidências.
----------------------------------------

Devaneios no vidro.

No vidro a imagem refletida da flor,
Do verde em valsa lenta, harmônica.
Na cadência do sopro do vento.
Entre nós, por um segundo, um corpo de belos contornos,
Num andar deselegante e terno, que se confundem.
Tronco marrom, entre flores lilás e imagens refletidas.
Entre passagem de andares deselegantes e verdes dançantes.
Devaneios

---------------------------------

Perfeição de um segundo.

O tempo parou por um segundo.
Toda a eternidade contida num segundo.
Pássaros e ventos silenciaram,
Animais e pássaros simplesmente obeservaram.
Justa e felizmente, carros e aviões mudos.
O vazio do som tomou todos os cantos;
na essência do vazio, mistérios universais.
Pausa, contemplação, compreensão e paz.
Por um segundo a perfeição.
E fim.
Voltam os barulhos, as picadas, a imperfeição;
O estado imperfeito de sempre.

6 comentários:

Analiice Oliveira disse...

show o blogger...
amei os textos..
bastante criativos.
Parebénss.
se puder passa no meu e me segue. rs ;)
BeijãO!

Gustavo disse...

mt bom!!!
parabéns pelo blog

Sigo e comento quem me seguir e deixar comentário
http://entrenafaetec.blogspot.com/

Brunosh disse...

interessante...

Macaco Pipi disse...

é
tu tem estilo!

Ana Laurentino disse...

Diferente e criativo. Ninguém vai ficar enjoado de ler, e isso vale muito ;*

Lilian Borges disse...

Você é quem faz os textos/poemas? Adorei! O primeiro foi meu preferido, transmite sinceridade :)