quarta-feira, 4 de março de 2009

Palavras agora são obsessões
No vazio da inspiração garimpo puras expressões
Se a emoção demora no tempo
O intelecto cavalga até o templo
Vigiando momentos
Como o mel a escorrer lentamente
Letras saltam do vácuo
Forçado, lutado, demorado
Coagindo a alma
Por qualquer migalha que pareça original
E temos aí
Um punhado de versos
Sem rima, sem clima
Mas com alegria
Aprecie cada palavra aqui
E preencha
Por um momento
Sua alma vaga

==================================


Oh, Deusa
Repare o tormento
Console meu lamento
Realce minha beleza

A beleza de minha alma
Suas faculdades mágicas
Ainda melancólicas
Cheia de tanta calma

Oh, Senhora, faça-me ver o amor que tens por mim
Mostre-me os tormentosos caminhos a intuição
Brote-os em meu coração

Oh, Terra
Cheia de virtudes, de vida
Que me alimenta a cada dia
Sabedoria que nunca erra

Lentamente, faça-me sentir
Os mistérios da existência
As esquivas das penitências
Deixe seu amor fluir

Oh, Senhora, faça-me ver o amor que tens por mim
Mostre-me os tormentosos caminhos a intuição
Brote-os em meu coração

10 comentários:

Ursula disse...

Rui, amei a poesia, é uma letra de música linda. Agora temos que achar alguém que faça a melodia... beijos

Thaise de Melo disse...

Adorei o primeiro poema dessa postagem (não desmerecendo o segundo), mas me senti tentada a roubar e coloca-lo no layout de meu blog. Posso ??

abraços e paz

Anônimo disse...

a segunda poesia ta otima...........

Rui disse...

Thaise de Melo, não consigo comentar no seu blog.
Na hora que tem que colocar as letras, fica tudo vermelho, não dá pra ver rs

Aspone disse...

Gostei mais da primeira tbm, combina mais comigo!!
Mto bom cara, continue escrevendo, quem sabe um dia vc não se torna um ícone da poesia brasileira!!


visite meu blog tbm
www.teuculazarento.blogspot.com

мαяιαηηα disse...

posta mais

Thaise de Melo disse...

Rui
É o meu blog ficou dando um bugzinho por uns dias, só pra não cair na rotina.

Já coloquei o poema lá na coluna do lado.

Obrigadão moço!
abraços
fica na paz.

Rα i sα ~ disse...

'E preencha
Por um momento
Sua alma vaga'

... cabe sempre tão bem!
tava com saudade das suas palavras, vê se aparece! rs

Dear_Quel disse...

"Coagindo a alma
Por qualquer migalha que pareça original"


"E preencha
Por um momento
Sua alma vaga"

Expressas o drama de todo poeta.
impregnado da luta... de se expressar...

Ameiiii

o primeiro foi quase meu... hsiuahsuias

é algo q eu escreveria!

:D

bjs

nina. disse...

adorei os poemas.

o 1º mecheu mais comigo
mas ambos sao lindos ^^

parabens.


(: