terça-feira, 30 de dezembro de 2008

Cio da terra.




“Debulhar o trigo
Recolher cada bago do trigo
Forjar no trigo o milagre do pão
E se fartar de pão
Decepar a cana
Recolher a garapa da cana
Roubar da cana a doçura do mel
Se lambuzar de mel
Afagar a terra
Conhecer os desejos da terra
Cio da terra, a propícia estação
E fecundar o chão”

Chico Buarque - Milton Nascimento

Atualmente, a maior parte das pessoas vive na zona urbana, respira o ar urbano poluído, não bebe água no rio, não vê o alimento nascendo; há quem odeie qualquer cosia relacionada ao estar no campo. Quase todos os alimentos são industrializados, cheios de elementos químicos; pouquíssimos alimentos são “puros”.
O homem, no seu início, tinha uma profunda ligação com a terra, pois dela dependia – não que hoje não dependa, mas não é algo visível, toda dependência fica no supermercado -; primeiro, com a colheita e com a caça, depois, com a aprendizagem da agricultura.
No surgimento da agricultura, talvez tenha sido o momento de maior ligação entre o homem e a terra; o clico da terra, da mulher, da lua, das estações, etc. A mística, a magia envolvendo o homem e a terra, os rituais. Entendia-se a importância do solo.
Com as cidades, os sistemas sociais “complexos”, a ligação entre a terra e o homem diminuiu, e o campo virou sinônimo de atraso, de inferioridade, algo que só serve para passar as férias – para alguns, nem isso -. Perdeu-se o toque, a mão suja de terra, o cheiro da terra, os pés descalços e a energia no corpo.
Muito do mal do homem atual - o egoísmo, solidão, ódio, ira, etc. – está ligado ao corte dessa ligação, ao não reconhecimento, verdadeiro, da importância da terra, como um filho ingrato esquece a importância dos pais. Todo o debate sobre a destruição dos recursos naturais parece algo distante, assim como a noção de morte que um jovem tem; sabe que vai acontecer, mas em um tempo distante. É um descaso com as futuras gerações. Somos todos culpados, todos temos um parte em tudo.
É altamente necessário que o homem torne a reconhece o valor solo, dos recursos, da terra, senão, a fim será certo. Sinceramente, não acredito em tal reconhecimento.

19 comentários:

priscila disse...

Ta demais.....
e isso mesmo.

Lajlah Najua disse...

Nossa!! Essa música marcou muito forte esse ano que passou, na minha vida! adorei vê-la no seu blog.
Obrigada por visitar o meu!

Rê Thuler disse...

Profundooo seu texto.
Um maximooooo!

beijo

Dear_Quel disse...

GOstei :D

Carol°°°Paula disse...

eu am chico buarque.. essa musica é linda^^
hey
vlw pelo coments no meu blog, algumas coisas ficaram confusas msm, rsrrs pq eu tava tentando resumir o maximo pro povo num ficar com preguiça d ler
mas seu blog é MARA...
bjão

Daniel Moraes disse...

Me considero uma pessoa privilegiéda por poder viver num bairro que ainda tem MUITO verde.
é um bairro novo, por isso ainda não tem muitas casas, mais sítio essas coisas...e confesso que não sinto nenhuma falta de milhares de vizinhos, minha rua é de terra e até semana passada meu quintal tbm. ou seja, vivo com o pé na areia curtindo o "mato" =P

é muito bom sim, e muita gente não dá valor D:

Mijei disse...

musicão.....

quem não gosta do campo é pq nunca teve a oportunidade de ficar um tempo e ver como a natureza faz um bem danado

parabens pelo blog!

Mijei de Rir - Alegria e diversão!

Fernanda Vaitkevicius disse...

Nossa!

Adorei tudo o que li aqui!

Textos intrigantes, interessantes que evidenciam seu talento para escrever.

Parabéns.

Lidi disse...

Bom, como moro numa pequena cidade do RS, ainda essencialmente agrícula, a terra tem muito valor. Tudo aqui gira em torno da agricultura, se a terra não produz, o comércio também sente a crise e assim vai.
Acho que depende muito da cultura, do tamanho da cidade onde se vive... Meu avô mora no interior e o lugar lá é maravilhoso. O cheiro de terra molhada, o ar limpo, o rio, as árvores.
Não fique triste, ainda existe esperança... ainda existe!
Beijão!

Anderson disse...

Sim o ar puro do campo é bom, mas confesso que ja morei no "nada" e prefiro ficar perto da cidade, ja sou natural do urbano.

Juliana disse...

Seu blog é super bem estuturado, todos os posts são escritos com clareza e uma inteligência notável..parabéns!

Paulo Henrique disse...

E assim vamos ...
Quando o mundo já estiver sufocado
Quando não ter mais alimentos a colher
Não ter mais agua para beber
Vamos no reunir em tornode um fogueira e comer dinheiro na brasa
Vai ser um delicia
Belo post gostei bastante de seu texto !

Novo blog xD
http://bitmundo.blogspot.com

Necarioca disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Necarioca disse...

Atotô, Atotô!! SARAVÁ OBALUIÉ. Pai, senhor, Deus da Terra na Mitologia africana. O que é isso RUY vc me deixou em estado de choque. Overdose. Que tema é esse, que escolha Maravilhosa pra postar no seu blog!!! Saravá Milton, Saravá Chico, Saravá Bethânia, Saravá Omara Portuondo. Salve todos os artistas Brasileiros, salve todos os artistas internacionais que veneram a música, a cultura e a literatura Brasileira. Salve esse nosso povo, essa nossa gente!!!
A terra é o nosso elo, o umbigo maternal, nossa mãe e isso está se perdendo com o avanço da tecnologia e a dependência que temos por ela. Ficamos dependentes de algo que nós mesmo criamos, De coisas simples mesmo. Por exemplo ninguem hj consegue viver sem luz e sem a agua encanada!! TV, TELEFONE e por ae vai, PC,ORKUT, MSN e por ae vai!!!
E esquecemos desse bem maravilhoso dado a nós pela natureza!!!
CIO DA TERRA!!!!
Um abraço e Feliz 2009 companheiro!!!

14 de Janeiro de 2009 05:46

Sammy disse...

O homem realmente não dá mais valor às coisas que deveria dar. Tudo hoje é a base do dinheiro e do egocentrismo.
Adorei seu post; Parabéns.

Mariá Romano disse...

adoreeei, adoreei o que você falou, sabe eu gosto do contato com o campo, do contato das minhas mãos com aterra, adoro plantar adoro ver o que eu plantei nascer, e eu tbm acho que o home devia fazer mais isso, sabe, se preocupar com o meio 'campo', o meio rural, e sobre a musica, ela é liinda, eu adoro milton nascimento e chico buarque então nem se fala, bejão e ve la meu blogg tbm ;*

vinicius' disse...

muito legal.. ótimo blog

Guilherme Amado disse...

adoro essa música!

kilder disse...

muito legal!!!! combinou muito bem a foto com o texto! parabens...