segunda-feira, 24 de setembro de 2007

Um outro lado.


Se um dia nois se gostasse
Se um dia nois se queresse
Se nois dois se empareasse
Se juntim nois dois vivesse
Se juntim nois dois morasse
Se juntim nois dois drumisse
Se juntim nois dois morresse
Se pro céu nois assubisse
Mas porém acontecesse de São Pedro não abrisse a porta do céu e fosse te dizer qualquer tolice
E se eu me arriminasse
E tu cum eu insistisse pra que eu me arresolvesse
E a minha faca puxasse
E o bucho do céu furasse
Da vês que nois dois ficasse
Da vês que nois dois caisse
E o céu furado arriasse e as virgi toda fugisse

Autor: Zé Da Luz

Um comentário:

Uma qqr disse...

N�o deixe de postar, se perder o �nimo no come�o, depois vai esquecer ou desencanar de vez.

Me desculpe por tudo...
eu te amo, e n�o importa o que voc� pense, ou as merdas que aconte�am.